A libertação das mulheres é a desculpa do Ocidente para justificar suas guerras nos países árabes

Sirin Adlbi Sibai, feminista islâmica[1] e pensadora descolonial, acaba de publicar seu primeiro livro, “La cárcel del feminismo” (O cárcere do feminismo), pela editora Akal. Título polêmico e que pode levar a conclusões erradas se não se conhece essa ativista. “Já é hora de levantar de maneira direta e urgente toda uma série de debatesContinuar lendo “A libertação das mulheres é a desculpa do Ocidente para justificar suas guerras nos países árabes”

Feminismo islâmico: rompendo debates universalistas

Fazendo minhas pesquisas sobre feminismo islâmico me deparo com frequência com pessoas que falam opiniões tão sem sentido que fica evidente que conhecem o islã apenas por meio do que a mídia ocidental filtra. A mais comum é acharem que uma mulher muçulmana não pode ser considerada feminista, pois isso seria incoerente. Também é práticaContinuar lendo “Feminismo islâmico: rompendo debates universalistas”

Impactante infografia: o legado Obama, calculado em bombas por hora

Barack Obama começou seu mandato com promesas de retirar os Estados Unidos dos conflitos internacionais, no entando, a apenas 10 dias de abandonar o cargo, deixa a nação envolvida em várias guerras. Com apenas 10 dias restantes no cargo, o presidente Barack Obama vai entregar terça-feira um discurso de despedida de concluir seus oito anos naContinuar lendo “Impactante infografia: o legado Obama, calculado em bombas por hora”

Le Monde Diplomatique assume racismo

Texto: Pedro Borges / Edição de Imagem: Vinicius de Almeida Jornal não havia assumido posicionamento racista em nota de retratação No dia 17 de Outubro, na sede do Le Monde Diplomatique, Rua Araújo, 124, República, aconteceu o debate “Mídia e Racismo” organizado pelo próprio veículo de comunicação. A conversa, mediada por Ana Claudia Mielke, jornalista e militante doContinuar lendo “Le Monde Diplomatique assume racismo”

Le Monde Diplomatique Brasil promove debate sobre Mídia e Racismo

17 de outubro de 2016, 19:30 até 21:45 O debate vai ter transmissão ao vivo pelo site do jornal Depois de receber com apreensão os comentários sobre a capa “A Reforma Trabalhista”, o jornal Le Monde Diplomatique Brasil lamentou o ocorrido e resolveu abrir as páginas do jornal para publicar os argumentos e as criticas,Continuar lendo “Le Monde Diplomatique Brasil promove debate sobre Mídia e Racismo”

Share Marketing Digital na Prática

Evento ocorrido em dezembro de 2016, onde dividi o palco com  Guilherme, da página Quebrando o Tabu, Joel Pinheiro, social media do Partido Novo, e a publicitária Ana Paula Passarelli. Conversamos sobre como empresas de diferentes nichos, que a princípios nada têm a ver com temas políticos, podem se posicionar em prol de uma sociedade mais justa. EContinuar lendo “Share Marketing Digital na Prática”

Evento em contribuição ao Novembro Negro 2016 promove cine debate com o tema racismo estrutural: o quanto o racismo afeta você?

No dia 17 de novembro, quinta, às 19h, na Fapcom, acontece o cine debate a partir do documentário Negros Dizeres, do diretor Hugo Lima, com mediação da historiadora Suzane Jardim, com a temática racismo estrutural. O evento celebra o Novembro Negro, mês dedicado à discussão e reflexão sobre a situação das pessoas negras no Brasil.Continuar lendo “Evento em contribuição ao Novembro Negro 2016 promove cine debate com o tema racismo estrutural: o quanto o racismo afeta você?”

Conheça o livro #MeuAmigoSecreto

#Meuamigosecreto – Feminismo Além Das Redes (Coletivo Não Me Kahlo) Bruna de Lara, Bruna Leão Rangel, Gabriela Moura, Paola Barioni, Thaysa Malaquias Primeiro título da Coleção Hashtag – que explora temas de relevância coletiva repercutidos na internet – #MeuAmigoSecreto: feminismo além das redes dá continuidade aos debates do mundo virtual e reúne artigos inéditos dasContinuar lendo “Conheça o livro #MeuAmigoSecreto”

Coletivo Não Me Kahlo transforma campanha #MeuAmigoSecreto em livro sobre temas feministas

Novembro de 2015 foi palco da campanha #MeuAmigoSecreto. A hashtag era uma possibilidade das mulheres divulgarem suas histórias de abuso e opressão envolvendo pessoas próximas ou completos estranhos. Essa campanha foi estudada a fundo e virou o livro #MeuAmigoSecreto: feminismo além das redes (Edições Janeiro, R$29,29), que reúne artigos das integrantes do coletivo Não me Kahlo, GabrielaContinuar lendo “Coletivo Não Me Kahlo transforma campanha #MeuAmigoSecreto em livro sobre temas feministas”